domingo, 27 de junho de 2010

MENSAGEM


A ARTE DE NÃO ADOECER
Dr. Dráuzio Varella


Se não quiser adoecer - "Fale de seus sentimentos".
Emoções e sentimentos que são escondidos, reprimidos, acabam em doenças como: gastrite, úlcera, dores lombares, dor na coluna.
Com o tempo a repressão dos sentimentos degenera até em câncer. Então vamos desabafar, confidenciar, partilhar nossa intimidade, nossos segredos, nossos pecados.

O diálogo, a fala, a palavra, é um poderoso remédio e excelente terapia.

Se não quiser adoecer - "Tome decisão".
A pessoa indecisa permanece na dúvida, na ansiedade, na angústia. A indecisão acumula problemas, preocupações, agressões. A história humana é feita de decisões. Para decidir é preciso saber renunciar, saber perder vantagem e valores para ganhar outros.

As pessoas indecisas são vítimas de doenças nervosas, gástricas e problemas de pele.

Se não quiser adoecer - "Busque soluções".
Pessoas negativas não enxergam soluções e aumentam os problemas. Preferem a lamentação, a murmuração, o pessimismo. Melhor é acender o fósforo que lamentar a escuridão.
Pequena é a abelha, mas produz o que de mais doce existe.

Se não quiser adoecer - "Não viva de aparências".
Quem esconde a realidade, finge, faz pose, quer sempre dar a impressão que está bem, quer mostrar-se perfeito, bonzinho etc., está acumulando toneladas de peso... uma estátua de bronze, mas com pés de barro.

Nada pior para a saúde que viver de aparências e fachadas. São pessoas com muito verniz e pouca raiz. Seu destino é a farmácia, o hospital, a dor.

Se não quiser adoecer - "Aceite-se".
A rejeição de si próprio, a ausência de auto-estima, faz com que sejamos algozes de nós mesmos. Ser eu mesmo é o núcleo de uma vida saudável. Os que não se aceitam são invejosos, ciumentos, imitadores, competitivos, destruidores

Aceitar-se, aceitar ser aceito, aceitar as críticas, é sabedoria, bom senso e terapia.

Se não quiser adoecer - "Confie".
Quem não confia, não se comunica, não se abre, não se relaciona, não cria liames profundos, não sabe fazer amizades verdadeiras.

Sem confiança, não há relacionamento. A desconfiança é falta de fé em si, nos outros e em Deus.
Se não quiser adoecer - "Não viva sempre triste".
O bom humor, a risada, o lazer, a alegria, recuperam a saúde e trazem vida longa. A pessoa alegre tem o dom de alegrar o ambiente em que vive.

"O bom humor nos salva das mãos do doutor".
Alegria é saúde e terapia.



Como fã, do doutor Drauzio, homem de caráter que exerce sua generosidade praticando o amor ao proximo e tem na humildade sua força interior

Deixo este recado para uma boa reflexão.



Minha beijoca muito especial de hoje vai para as queridas tricoteiras gauchas que tive o MAIOR prazer em conhece-las.





Marcia, eu, Ione, Junia

7 comentários:

Nilda Biagio disse...

Olá Xarazinh
Que bela mensagem!!Obrigada!!
Bj
Nilda

Andréa disse...

Adorei o texto Nilda.
Faz a gente parar para pensar.
Obrigada por dividir conosco.
Beijos cheios de saudade.

Rosi disse...

Nildoca,adorei isso!!Vou repassar prá quem precisa ler isso prá tomar tenencia na vida...Tem gente que precisa de uma cutucada,né??Beijoconas enorrrmes,
Rosi

Luciana F. Damiano disse...

Olá!!

Obrigada pela sua visita e comentário carinhoso.
Parabéns pelo texto que transcreveu e pelas fotos do encontro das tricoteiras, rsrs achei muito legal!!

bjks

Nilda Biagio disse...

Olá Xarazinha
Acabei de ver vc na televisão!!!Um canal daqui passou uma matéria sobre o encontro das tricoteiras e vc foi entrevistada!!Vc é exatamente como eu imaginava!!
Bj
Nilda

Pequenas Artes disse...

Oi querida, assisti hoje uma matéria sobre o encontro das tricoteiras na emissora local, amei! Fiquei mt triste pq fiquei uns dias sem net e não soube que o encontro seria aqui, na minha cidade. Só depois é que vi as fotos no site Tricoteiras, fiquei tão tristinha...
Mas pelo que vi, foi muito bom e animado como sempre.
A matéria fez o maior sucesso aqui em Curitiba.

Um grande beijo e fique com Deus.
Lalinha

Paula disse...

Oi Nilda!!!
Vi vc na Globo!!!
Que chic!!!!


Beijos

Oi! Esse blog é para dividir e somar um cadin de cada coisa boa que faço e quero fazer . Copie o que quiser, mas me deixe um oizinho, tá? Beijocas Nilda.