sábado, 27 de novembro de 2010

PARABÉNS MEUS QUERIDOS




Quanta coisa em comum
Temos a comemorar
Sessenta e um mais um
Também bundão a aumentar

José Jaime, também de niver
Três a mais que nós
Amor da minha vida
E amigo de todos nós.

Parabéns a vocês dois
Que apagam um fogaréu
Você ficando coroa
E eu com Papai Noel.


Não sou poetisa nem repentista, isto é uma brincadeira com a Chica.

AQUI...

Aqui também tem comemoraçao... Uai!

AQUI...

Muitas beijocas de felicidades

Nilda

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

ANIVERSÁRIO DO EDUARDO

EDUARDO do Blog : Varal de idéias
Acha que esqueci?
NÃOOOOOOOOOO.
Amigos, mesmo que virtuais, são rimas perfeitas
para a poesia da nossas vida
Parabéns,saúde e obrigada mais uma vez pela minha
caricatura que voce gentilmente me presenteou.
Beijoca Nilda.

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Algumas caixinhas







Caixinhas de lembrancinhas para Bebe
e
Caixinha de chá

Caixinha de Bijoteria

Caixinha de bijoteria



Caixinha de Natal






Caixinha de Natal




















Estas são algumas das caixinhas que faço para a associação beneficiente em que trabalho.
Fica uma beijoca a todos que me visitam.
Nilda














quarta-feira, 20 de outubro de 2010

CARINHO SEM FRONTEIRA




Carinho respeita distancia?
Não mesmo.
Fiquei emocionada quando recebi do Amigo Gaspar do blog AQUI, lindas fotos dos bordados da Ilha da Madeira, onde ele e sua mulher Emilia passeavam por uns dias.
De além mar tão distante... um carinho assim é como um abraço sem toque, braços sem entre braços.
Mas, quê importa ?
Assim vamos seguindo, Amigo Gaspar, unidos pelo afeto atencioso que tanto agradeço.
Nada é por acaso, sentimentos ligam caminhos imaginários, atravessam distancia e enganam o tempo nos fazendo sentir mais próximos.
A internet nos coloca numa sintonia mágica.
O carinho é força de alma, unindo pessoas que acreditam que é muito bom ter amigos mesmo que VIRTUAIS
Obrigada, adorei.
Beijocas a você e Emilia.
Nilda.

terça-feira, 21 de setembro de 2010

MAIS UM ENCONTRO








Fico tão feliz... Me sinto uma Cinderela, a fada Plin-Plin, ou até mesmo a bruxa da Branca de Neve.Tudo vira alegria ,cada um do seu jeito. Nossos encontros são verdadeiras “degustações tricotícias”como forma de bem conviver.
Na chegada, cada abraço é um brinde em comemoração ao evento que se inicia.
Dividir idéias, trocar emoções, curtir os já amigos os novos, agora palpáveis também.
E vaquinha para os comes e bebes?
Esta vez até churrasqueiro IMPORTADO da cidade maravilhosa tivemos o privilégio de ter.
E que churrasco... NOSSAAAAAAAAAA!
O vuco vuco é tão grande que até o sol as vezes nem se importou em sair deixando a brisa fria dar oportunidade ao desfile de cachecóis ,blusas e outros acessórios confeccionados.
Só o coração sabe a dimensão emocional que cada um causou em cada um, mas certamente na bagagem de volta pra casa estava um estava um lindo quadro pintado com carinho e tendo ao fundo montanhas maravilhosas.
Os encontros mudam nossas rotinas, quebram pensamentos e nos dirigem a alegria.

terça-feira, 31 de agosto de 2010

O livro de poesia lançado

Nosso autógrafo

Walter e Neli , apreciando a apresentação

A tarde do poeta

Iluminado, o poeta desperta a atenção das pessoas mostrando sua marca, seu perfil em prosa e verso.
Numa tarde bem a moda mineira, onde a família se aglomera aos amigos, estávamos nós, eu e José Jaime .

O poeta que parecia criança em festa de aniversário num vai e vem de abraços e sorrisos.
A tarde foi enfeitada com uma linda apresentação do nosso folclore seguida de comes e bebes como reza a cartilha mineira.
O encantamento da poesia nos faz ouvir com a alma, sentir com o coração.
E alma de poeta? É “mais linda” né mês?
No prefacio, a sensibilidade do filho emocionado, e na capa a arte da musa do poeta, Neli sua mulher.
Obrigada Walter, não se detenha na ousadia de “poetar” porque nós queremos é mais.
Minha beijoca de hoje vai pra toda sua família ,Walter e Neli.

A lição
Ah! que bela manhã...
aquela dos meus momentos lúdicos...
das minhas esperanças pequeninas,
das minhas aspirações não definidas.
Era eu apenas um menino!
O dia ou a noite...tanto fazia,
Já que sempre vinha outra noite, outro dia
A me trazer também felicidade!
Assim,aprendi comigo mesmo
A moldar o meu destino.
Aprendi que há apenas uma verdade:
Que a vida só é válida se vivida,
Com a beleza da alegria de um menino!

(Walter dos Santos Silva)



Este poema foi premiado no Concurso Literário Vulmar Coelho, da Semana Cultural de Matias Barbosa - MG - em 2008

Este livro foi lançado em 31/07/2010

domingo, 11 de julho de 2010

O RIO QUE FAZIA TIBUM!

Trecho do rio Paraibuna.

Olhar desesperançoso

A falta de educação, boia rio a baixo.




O RIO QUE FAZIA TIBUM!!!
Navegava no tricoteiras sem fronteiras,apreciando a
delicadeza dos ypes citados pela Judy até em hai-kai, chegou meu marido indignado com fotos do rio Paraibuna, que me levaram ao extremo.
Que bom seria, querida Judy,se no lugar do lixo jogado pelas mãos deseducadas, boiassem no redemoinho do velho Paraibuna, flores de ypes, amarela, branca,dependendo da época como você tão lindamente descreveu.
Que será das gerações que despontam?
Em tempo de tanta celebração da modernidade, o planeta está sendo freneticamente esquecido.
Como ficar indiferente diante a esta cena do olhar triste deste pássaro, buscando possíveis causas neste desenho de destruição?
Claro que isto não é só aqui tão pertin de mim, nem o único, nem mesmo a pior e mais cruel visão de destruição ambiental.
As cheias vinham depois as vazantes. Tudo acontecia naturalmente...
O lugar onde me divertia com minha tia Graziella, jogando pedrinha no rio pra fazer tibum, foi abafado pelo lixo.
Fiquei pensando: será que valorizamos com tanta individualidade a vida a ponto de não vermos nem sentirmos “nadica” igual?
Quero acreditar que as pessoas vão mudarrrrrrrrrrrrrrrrr
Mas tá “difici” demais.

Minha beijoca de hoje vai para as crianças que porventura visitem meu blog, e sintam a responsabilidade real da mudança que só depende do querer e do fazer, delas.
Nilda

quarta-feira, 30 de junho de 2010

ESTOU . . . I M P O S S Í V E L ! ! !

Estes tres lindos jovens são responsáveis pela reportagem.
Malú Mazza
Felipe Silveira
Christopher Spuldaro

Entrevistando a India


Cinegrafista Felipe

Reportagem da tv RPC Curitiba
Afiliada Globo


domingo, 27 de junho de 2010

MENSAGEM


A ARTE DE NÃO ADOECER
Dr. Dráuzio Varella


Se não quiser adoecer - "Fale de seus sentimentos".
Emoções e sentimentos que são escondidos, reprimidos, acabam em doenças como: gastrite, úlcera, dores lombares, dor na coluna.
Com o tempo a repressão dos sentimentos degenera até em câncer. Então vamos desabafar, confidenciar, partilhar nossa intimidade, nossos segredos, nossos pecados.

O diálogo, a fala, a palavra, é um poderoso remédio e excelente terapia.

Se não quiser adoecer - "Tome decisão".
A pessoa indecisa permanece na dúvida, na ansiedade, na angústia. A indecisão acumula problemas, preocupações, agressões. A história humana é feita de decisões. Para decidir é preciso saber renunciar, saber perder vantagem e valores para ganhar outros.

As pessoas indecisas são vítimas de doenças nervosas, gástricas e problemas de pele.

Se não quiser adoecer - "Busque soluções".
Pessoas negativas não enxergam soluções e aumentam os problemas. Preferem a lamentação, a murmuração, o pessimismo. Melhor é acender o fósforo que lamentar a escuridão.
Pequena é a abelha, mas produz o que de mais doce existe.

Se não quiser adoecer - "Não viva de aparências".
Quem esconde a realidade, finge, faz pose, quer sempre dar a impressão que está bem, quer mostrar-se perfeito, bonzinho etc., está acumulando toneladas de peso... uma estátua de bronze, mas com pés de barro.

Nada pior para a saúde que viver de aparências e fachadas. São pessoas com muito verniz e pouca raiz. Seu destino é a farmácia, o hospital, a dor.

Se não quiser adoecer - "Aceite-se".
A rejeição de si próprio, a ausência de auto-estima, faz com que sejamos algozes de nós mesmos. Ser eu mesmo é o núcleo de uma vida saudável. Os que não se aceitam são invejosos, ciumentos, imitadores, competitivos, destruidores

Aceitar-se, aceitar ser aceito, aceitar as críticas, é sabedoria, bom senso e terapia.

Se não quiser adoecer - "Confie".
Quem não confia, não se comunica, não se abre, não se relaciona, não cria liames profundos, não sabe fazer amizades verdadeiras.

Sem confiança, não há relacionamento. A desconfiança é falta de fé em si, nos outros e em Deus.
Se não quiser adoecer - "Não viva sempre triste".
O bom humor, a risada, o lazer, a alegria, recuperam a saúde e trazem vida longa. A pessoa alegre tem o dom de alegrar o ambiente em que vive.

"O bom humor nos salva das mãos do doutor".
Alegria é saúde e terapia.



Como fã, do doutor Drauzio, homem de caráter que exerce sua generosidade praticando o amor ao proximo e tem na humildade sua força interior

Deixo este recado para uma boa reflexão.



Minha beijoca muito especial de hoje vai para as queridas tricoteiras gauchas que tive o MAIOR prazer em conhece-las.





Marcia, eu, Ione, Junia

Oi! Esse blog é para dividir e somar um cadin de cada coisa boa que faço e quero fazer . Copie o que quiser, mas me deixe um oizinho, tá? Beijocas Nilda.