terça-feira, 21 de abril de 2009

Viajando e contando.



O entusiasmo é meu passaporte para viajar, mas no tocante ao passado, como igrejas, estações ferroviárias... viraram dias nublados quase temporal.
Museus? TADINHOS!!!
Tento redescobrir espaços e preencher a desilusão do momento.
Os destroços ficaram como um fiozinho de luz ainda pedindo socorro para ter chance de ser um grande clarão.
Como podem simplesmente sumir, evaporar!...
Ainda tem gente que vive tendo esperança num novo tempo.
Diante destas cenas como conto sem enredo, grito no meu silencio entre sonho e realidade um brado de socorro a sobrevivência ao respeito.
Como podem os poderosos e os amantes da história do nosso país, deixar a olhos nus o tempo ferozmente degustar estas preciosidades .
Somos brasileiros amadores? Escondidos em perguntas sem respostas?
Nestas fotos gostaria de usar o fotoshop para ilustrar dignamente meu blog.
Queria que minhas fotos reproduzissem não o que o olhar captou atravez da lente fotográfica, mas que devolvesse a real imagem na sua origem.

Estrada serena


Estamos chegando

Sensação de liberdade


Abandono a vista



Altar iniciado a recuperação

No lugar da Pia Batismal antiga
Alguem deixou esta.



Um arquiteto de Petrópolis começou voluntariamente
uma restauração mas infelizmente morreu de infarte


Nesta escadinha atraz da santa, as meninas vestidas de
anjo coroavam Nossa Senhora.


A capela está desmanchando


Até o chão a volta parece velar

ACIMA: A estação de Chiador quando ainda funcionava e ainda inteira.
A foto é de 1948. (Acervo Edson de Lima Lucas).


A ESTAÇÃO: A estação de Chiador foi inaugurada em 1869 no ramal de Porto Novo da E. F. Dom Pedro II. A estação é considerada a primeira inaugurada em solo mineiro (na verdade, a estação de Santa Fé, também no município, tem a mesma data de inauguração), anterior mesmo às estações da linha do Centro da Central do Brasil, aberta um ano mais tarde. Em 1960, como todo o antigo ramal de Porto Novo, a estação passou para o controle da Leopoldina. Apesar de ainda ter uma linha operacional passando por ela - transporta cargueiros de minério - está em ruínas, embora tenha sido tombada em abril de 2003 pelo Patrimônio Histórico do município de Chiador. Está situada a 4,5 km da sede do município, totalmente isolada, o que complica a sua conservação. Mas em tempos não tão remotos, quando ainda funcionavam os trens de passageiros da Central e depois da Leopoldina, a estação era o centro das festas, mesmo sendo tão afastada da cidade, Segundo André Colombo, pesquisador da Fundação Cultural Chico Boticário, sediada em Rio Novo, MG, a estação de Chiador foi construída com recursos do império brasileiro em parceria com companhias inglesas. "Há poucos meses, a prefeitura local demonstrou interesse em adquirir concessão sobre o imóvel, ainda nas mãos da Rede. Segundo informou o assessor de Infra-estrutura e Desenvolvimento da Prefeitura, Jean Carlos Mariota de Araújo, a estação de Chiador encontra-se há anos como está hoje, deteriorando um pouco mais a cada ano e tendo material furtado pelos vizinhos. Enquanto a negociação com o proprietário não sai do papel, o imóvel fica sem cuidados tanto com a restauração quanto com a futura preservação" (A Tribuna de Minas, 6/12/2006). Agora, em 2007, parece que vai. O projeto "Estações Brasil" parece que vai recuperar o prédio da estação. O futuro dirá. (Fontes: Max Vasconcellos, Vias Brasileiras de Comunicação, 1928; Isaura Rocha, do jornal A Tribuna de Minas, 08/2003; A Tribuna de Minas, 6/12/2006; Enciclopédia dos Municípios Brasileiros, IBGE, 1958; Jorge Alves Ferreira; Hugo Caramuru)




Os destroços mantém a imponência

Ferragem inglesa




Interior

Espessura das paredes



O desiludido filho da terra



A ferragem obedece o alinhamento e não tem nem um 'amassadinho"

O que é bom já nasce feito.


Só os romanticos enchergam paisagem atravez de sua lente fotográfica.

A capelinha é cuidada por uma jovem senhora e seu marido que moram ali perto. Ambos organizam rezas e festinhas pra distribuição de roupas usadas aos fiéis, pois o pároco responsável"pasmem" se recusa a exercer suas funções pela falta de confôrto no local.

Na sacristia me recusei a fotografar imagens da época, escorando móveis e a bíblia bem velhinha ostentando sua dourada lombada e acompanhando um lindo par de castiçal, dentro de uma lata de tinta bem amassada.

O coreto ao lado é testemunho dos festejos com leilões de gado pela manhã e a noite com prendas preparadas aos picotados babados de papel crepon, pelas senhoras fazendeiras e demais fiéis fazedoras de docinhos e bolos.

Abrigando também as mais diversas bandas da região, jamais teria idéia que seria esquecida como se vê.

Minha beijoca de hoje é da senhorinha que ainda acredita que (palavras dela) "um dia um anjo VESTIDO DE GENTE vai aparecer e arrumar a capelinha"

Não pedi permissão para dizer o nome dela nem pra exibir sua foto. Mas pra mim ELA é o anjo e ainda não se deu conta.

Nilda.

24 comentários:

Papagaio Mudo disse...

Lindas paisagens Nilda, e muito bonito suas fotos.
Adorei vir por aqui. Virei mais!
passa no papagaio para tomarmos um chá. Isso! tá marcado. Quando você aparecer tomaremos um chá!
Beijos,

Gus

ps: você gosta como, qual sabor? na peneira eu faço... tenho uns bons lá.

Quase Blog da Li disse...

Viajando e contando sempre...
Lindas fotos!
obrigada pela visita.
Li

Georgia disse...

Nilda, que lindas as paisagens!

Que fortaleza a espessura da parede.

Que céu azuuuuuuuuuuul, que lindo.

Esse lugar deve ser calmíssimo e a tecnologia ainda nao chegou. Acho que somente um anjo pode mesmo achar tudo isso.

Amei seu passaporte:"Entusiasmo"

Bjus

sorte disse...

Lindo o seu cantin!!
vou passar sempre por aqui..
bj

Maria Augusta disse...

Nilda, o descaso com o nosso patrimônio é um caso sério mesmo. Que tristeza, um lugar tão bonito!
Um grande beijo e parabéns pelo post.

Nilda Biagio disse...

Olá Nilda
Venha,amiga...será recebida com todo carinho no meu humilde cantin!!!!
Bj
Nilda

Eu disse...

Olá!! Retribuindo a visita e conhecendo seu Blog. Adorei! Já adicionei você aos meus favoritos e isto significa que volto mais vezes, ok?
Beijinhos
Elida

Ketty Marques disse...

Oi Nilda, que lugares lindos!
Obrigada pela sua visitinha e pelo carinho de sempre.
Beijinhos
Fica com Deus!!!

Anônimo disse...

Oi Nilda
Ao visita´la o que me ocorre é que precisamos ter raizes, historia.
Sem elas não somos nada nem ninguem.
Existem coisas que sobrevivem a nós felizmente. E nelas estão contidas muitas historias. CAda um vai lê-las como puder.
Um grande beijo
Miriam

Gaspar de Jesus disse...

Cara amiga NILDA
Anres de mais PARABÉNS PELA EXCELENTE REPORTAGEM FOTOGRÁFICA!
Depois sempre lhe digo que a sua "desesperança" é parecida com a minha...rsrsrs
Até nisso somo parecidos! Até nisso SOMOS IRMÃOS!
Bom Domingo.
Bjs
G.J.

Fatima Gouveia disse...

Olá Nilda!
Lindos passeios e lindas paisagens você está usufrindo...
Obrigada pela partilha das fotos.
Bom domingo
Beijinhos
Mifá

Poeta Mauro Rocha disse...

Obrigado pela visita, e bonitas fotos.


Um abraço!!

Ademar Oliveira de Lima disse...

Vim conhecer o seu blog e peguei a estrada serena e fiz um tour histórico com você! Obrigado pela viagem!! Abraço Ademar!!!

Andréa Ramos disse...

Lindas fotos Nilda.
Qta sensibilidade na hora de retratar lugares tão especias.
Passo sempre por aqui.
Beijos

Marta disse...

Venho agradecer a visita e a s palavras!

E aprender mais, aqui, no seu blog!

beijo

Sandra disse...

Seu Blog é muito bonito.
Percebe que amas o que faz.
Sandra

Gabriela disse...

Olá, Nilda!

Que belíssimas fotos!
E por onde tem andado que nunca mais me visitou?
Beijinho.

florzinha Tá disse...

OI Nilda...

Que bom que vc me achou espero que agora ñ nos percamos mais . Seu blog é uma delicia , a sua viaje e a nossa.É muito bom conhecer outros lugares isso faz bem pra alma.. Que legal que vc pode fazer isso e com pracer....
volte sempre pra me visitar pois assim farei tbm..


Beijokas Talita

Coisa Frágil disse...

olá minha flor,
obrigada por sua delicadeza em meu blog, demorei um poukim p vim t visitar...mas cheguei...e agora sou seguidora ...adorei seu blog, e infelizmente restaurar, cuidar de nossos monumentos, igrejas, prédios em determinados locais não dá ibope, não rende votos...preferem deixar no esquecimento mesmo, virar pó...do que manter nossa cultura e identidade viva, preservada e restaurada. vc está certa quando diz: Só os romanticos enchergam paisagem atravez de sua lente fotográfica.

sou romantica!!!

bjos e apareça sempre.

Gaspar de Jesus disse...

NILDA
Passei por esta sua "casa" para lhe deixar um beijinho de agradecimento pela gentileza das suas visitas.
G.J.

trichegege disse...

Nilda estou com saudades de vc. quando vc volta.

Mylla Galvão disse...

Nilda,
Dá dó ver uma construção assim como essa Igreja, deteriorando-se com o tempo!
Belas fotos...
Senti sua falta no Tertúlia desse mês... Vc não foi prá Ilha com a gente! Que pena!

Bjos

Hannahtricocroche disse...

Nilda,obrigada pela sua visita no meu blog,também gosto de passar sempre pelo seu e ver as novidades.
Bjss
Ana

Sonia Novaes disse...

Oi,Nilda...

Olhei todas as fotos,com uma certa tristeza no coração.
Nosso país tão lindo e, tão desprezado.
O nosso maior problema é o cultural.
Infelizmente,não temos o cuidado para zelar dos nossos patrimônios históricos.Haja vista o que vemos por aí:teatros sendo demolidos,esculturas detonadas,muros e prédios pichados,estações ferroviárias desativadas e abandonadas etc...
Esse é o retrato do nosso imenso e pobre Brasil.
Educação vem de berço...e aqui é muito difícil vc conviver com tudo que estamos acostumados a ver.
Sou de uma pequena cidade do interior paulist:Lucélia.
Já sai de lá há muitos anos,mas sempre volto para visitar os amigos.
Numa das vzs que voltei à cidade,fui visitar a antiga Estação Ferroviária.Quase desmaiei quando vi o estado lastimável que ela se encontrava.Então tive uma idéia.
Juntei uns amigos que encontrei pelo orkut e começamos a pressionar o Prefeito da cidade para restaurar a antiga estação.
Foram quase três anos de apêlos...fomos para os jornais,fizemos um auê...convocamos todos os moradores para forçarmos o restauro.
Com muita alegria no coração,posso te dizer,que com muita união,conseguimos o que queríamos.
A Estação foi restaurada,reformada e se transformou num lindo Espaço Cultural.
Se vc quiser,vc pode acessar o portal da cidade de Lucélia e verá,além das fotos da Estação,todo nosso grupo na inauguração do novo espaço,o ano passado.A festa foi no dia do aniversário da cidade:24/06/08.
A união faz a força.
Preservemos os nossos patrimônios históricos.
Bjs
Sonia Novaes
Artista Plástica

Oi! Esse blog é para dividir e somar um cadin de cada coisa boa que faço e quero fazer . Copie o que quiser, mas me deixe um oizinho, tá? Beijocas Nilda.